Você sabe o que faz um café ser especial? A nomenclatura “specialty coffee” (ou Cafés Especias) ficou popular quando a Associação Americana de Cafés Especiais, também conhecida como SCAA, definiu uma classificação padrão. Nela, atributos como defeitos, sabor, aroma de cafés 100% arábia são pontuados numa escala que vai de 0 – 100 pontos.

Todos os grãos abaixo de 80 pontos não são classificados como especial. Isso se dá, pois eles apresentam defeitos como grão ardido, quebrado ou com má formação. Impurezas como pau, pedra e terra comprometem muito o resultado final na xícara também. De 80 em diante, a briga fica boa e alguns itens podem ser cruciais para diferenciar um do outro. “Aqui no Orfeu trabalhamos com cafés a partir de !”, explica o diretor das fazendas de Orfeu, José Renato G. Dias.

Rastreabilidade, sustentabilidade social e ambiental, controle rígido de qualidade em todas as fases de produção ajudam na pontuação final. Geralmente, essa categoria vem acompanhada de algum tipo de certificação uma vez que elas ajudam os consumidores finais terem certeza do que estão comprando. “Além de trabalhar com sistemas de certificação como da BSCA (Brazilian Specialty Coffee Association), nós também temos a certificação UTZ”, explica Dias.

O vídeo abaixo te convida para descobrir nosso mundo e se apaixonar pelos cafés especiais. Nele, o Zé Renato (como é chamado pela família Orfeu) faz um tour rápido e descreve alguns processos da fazenda.

 

Veja que o café Orfeu preza por cada detalhe e tem profissionais apaixonados trabalhando para sempre produzir os melhores grãos. O cuidado com os detalhes é tanto que mesmo depois de torrados, os grãos são novamente selecionados manualmente para evitar que café com torra irregular chegue a sua xícara.

Os pacotes que chegam a sua casa são produzidos por quatro fazendas do grupo: Fazenda Sertãozinho, Fazenda Rainha, Fazenda Santa Inês, Fazenda Laranjal. Elas ganharam fama na região por conquistar importantes prêmios em concursos de qualidade nacionais e internacionais.

Seu pioneirismo em novas tecnologias, novos processamentos e aposta em pesquisas científicas dedicadas ao café sempre colocou o café Orfeu à frente de seu tempo. Um exemplo é o uso consciente de adubo orgânico em todas as fazendas. Esse é apenas um exemplo das inúmeras preocupações que se tem em mente ao produzir o café Orfeu. É por isso, que ele vai além dos atributos técnicos padronizados. “O café Orfeu é feito com as mãos e o coração em busca da xícara perfeita”, Zé Renato. Orfeu é um café diferente para você descobrir!

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

After you have typed in some text, hit ENTER to start searching...