O caminho entre a sementinha plantada na fazenda até o café que você segura em suas mãos é longo, complexo e cheio de armadilhas que podem comprometer a qualidade. Uma distração na hora de adubar o cafezal pode ser fatal ou segundos a mais no torrador pode condenar o lote de café. Isso sem contar eventuais erros de baristas ou da pessoa que prepara o café podem cometer.

Para você não correr risco de estragar seu café especial, anote algumas dicas práticas.

Evite odores externos

Sabe aquele velho truque de colocar um potinho de café aberto na geladeira para eliminar cheiros indesejáveis?! Pois é tiro e queda! Isso se dá, pois o café é muito sensível e absorve tudo que está à sua volta. Se você não quer que seu café absorva outros cheiros, nossa sugestão é que você guarde o café em recipientes vedados e em locais secos – os nossos grãos, por exemplo, vem com um lacre acoplado na embalagem para fecha-la depois de aberta.

Evite exposição à luz e ao oxigênio

Por ser muito sensível, principalmente depois de moído, o café oxida rapidamente quando em contato com a luz e oxigênio. Ou seja, ele perde aroma e sabor em pouco tempo. Portanto, escolha potes hermeticamente fechados ou embalagens escuras em locais protegidos do sol.

Onde guardar o café depois de aberto?

Tem muita gente que guarda o café aberto na geladeira, porém, não recomendamos a prática. Além de se correr o risco do café absorver odores de outros itens da geladeira, o café (em grão ou em pó) pode sofrer com as mudanças de temperatura quando retirados da geladeira para fazer o café.

Nossa sugestão é escolher um local seco e protegido da luz. Quer uma dica pra facilitar a vida? Mantenha o café na embalagem original e, depois de usá-la, basta fechar tirando todo o ar que entrou.

Agora você já sabe, compartilhe com seus amigos que adoram café!

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

After you have typed in some text, hit ENTER to start searching...